05 de Outubro de 2008

o amor, quando se revela,

não se sabe revelar.

sabe bem olhar pra ele,

mas nao lhe sabe falar.


quem quer dizer o que sente

não sabe o que há-de dizer.

fala: parece que mente

cala: parece esquecer...


ah, mas se ele adivinhasse,

se pudesse ouvir o olhar,

e se um olhar lhe bastasse

pra saber que o estao a amar!


mas quem sente muito, cala;

quem quer dizer quanto sente

fica sem alma nem fala,

fica só, inteiramente!


mas se isto puder contar-lhe

o que nao lhe ouso contar,

já nao terei que falar-lhe

porque lhe estou a falar...


Fernando Pessoa, in poesia (1918-1930)

publicado por palavrasincronizadas às 17:02 link do post
Bem, este poema é lindo...eu nem sou muita apreciadora de Fernando Pessoa, mas agora este poema desarmou-me!!! É que além de ser bonito é a mais pura verdade, estas coisas do amor....
Beijinhos
Luar a 9 de Outubro de 2008 às 18:00

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
3 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
favoritos

Como ele é...

últ. comentários
Sem dúvida irei acompanhar o novo blog :D
=(As boas recordações ninguém vos tira, garanto. U...
adoro, também Desejo-te um feliz Natal e que o ano...
Isso é só uma fase, depois passa. Embora até eu(e ...
Pois dá graças a Deus teres esse bom ambiente.É te...
Sim a nossa casa é o nosso porto seguro, mas há qu...
Sacrifícios da profissão, não é? Olha eu também ad...
Engraçado, a minha filha fez 20 no dia 18 de Novem...
Somos duas...:PBeijinhos***
E que bem escolhido. :)
blogs SAPO